Quem sou eu

Minha foto
Rio Claro, SP, Brazil
PATCHWORK e CÃES de RUA me encantam. O primeiro porque faz com que exercite meu lado criativo, o segundo pelo carinho incontestável que me oferecem sem exigência nenhuma. Sou grata a Deus por ser visível aos CÃES DE RUA. Meu lema:"FAZER O BEM SEM OLHAR A QUEM" contato @ criscrepaldi1953@gmail.com

Arquivo do blog

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

BLOCO CUBO TRIDIMENSIONAL

                                                                         

Este tutorial foi executado especialmente para uma amiga virtual, Yajaira Aquino de Ciudad Guayana, do Estado Bolívar, Venezuela.
Levando meu conhecimento além fronteiras. Me sinto muito feliz por isso...

A noção desse bloco é o efeito tridimensional. Para obter esse efeito trabalharemos com 3 tons de tecidos ( claro, médio e escuro ), e usei estampas com cores diferentes. Não ha necessidade das estampas serem da mesma cor. 
Foram usadas duas formas geométricas: losango e trapézio. 
Para chegarmos nas medidas exatas vamos relembrar uma aula de desenho.
Desenhe 3 círculos do mesmo tamanho e nos pontos onde eles se encontram, desenhe o hexágono.


Vire a folha deixando os 3 círculos na vertical, numerando os ângulos de 1 a 6. Trace uma linha diagonal unindo o ângulo 5 ao ângulo 2.


Trace uma linha diagonal unindo o ângulo 6 ao ângulo 3. Formarão no centro, 2 losangos.


Encontre o centro desses 2 losangos. Marque conforme setas.


Traces duas linhas diagonais unindo os ângulos "c" e "b" ao "a" ( centro do losango de cima ).


Faça o mesmo com o centro do losango de baixo, traçando as duas diagonais  dos ângulos "c" e "b" ao ângulo "d"


Trace as verticais unindo "1a" a "1d" e "1b" a "2d". Você terá um cubo perfeito.


Apague todas linhas desnecessárias e chegue ao desenho abaixo. Numere para distribuir as cores dos tecidos. 


Corte no acetato ( placa de raio X ) ou papelão, os moldes.


Escolhendo os tecidos. Considerarei:
                        1 - cor escura ( azul marinho ) / 2 - cor média ( tijolo ) / 3 - cor clara ( amarelo )


Corte os pedaços de tecidos usando os respectivos moldes, conforme a distribuição abaixo. Risque pelo lado do avesso deixando margem para costura. Deixei 0,75 cm pois costurei à mão. 
Atente para a posição das cores


Separe em 3 blocos para costurá-los individualmente.


Inicie a costura juntando o losango à uma das laterais. Use alfinetes e faça com capricho para que os cantos fiquem perfeitos.


Costure o azul marinho às outras duas. 

Quando for unir a terceira parte, costure sempre do centro para as bordas.


 

PS - A PARTIR DAQUI A DISTRIBUIÇÃO DAS CORES DE BAIXO ( AMARELO E TIJOLO ) FORAM TROCADAS. PREFERI ESTA DISPOSIÇÃO. É INTERESSANTE COMO PODEMOS BRINCAR COM AS CORES...

Faça o mesmo com os outros dois blocos.





Veja como devem ficar distribuídas as costuras do lado do avesso, para não acumular tecidos nos encontros.



Faltando apenas finalização mas já dá a noção. 


sábado, 1 de março de 2014

COMO DESFIAR O TECIDO PARA BORDAR O AJOUR

Foi indelicadeza de minha parte, fazer o video e as fotos demonstrando o bordado de ajour para barrados, sem antes ensinar como desfiar o tecido.
Como eu vivi desde a idade infanto juvenil fazendo desfiados, não me ative da dificuldade que as pessoas poderiam encontrar para executar essa preliminar.
Peço desculpas por isso e segue então abaixo, o tutorial em fotos.
Vamos lá e para ver com mais clareza clique em cada foto para ampliar.
O tecido aqui exposto é sacaria para pintura da Estilotex.
Marque com alfinetes a margem que deseja para fazer a barra. Faça isso nos 4 cantos.


Atente para o ponto onde os alfinetes se encontram.


Na vertical, distancie desse ponto mais ou menos uns 10 cm e marque 1 fio ( apenas 1 fio ).


Com uma tesoura de ponta fina, corte esse fio.


Puxe-o com delicadeza, com o auxilio de uma agulha ou mesmo com o alfinete. É para puxar apenas o fio. Vá puxando a cada 0,5 cm. É um pouquinho demorado, mas vale à pena pela qualidade do acabamento. Procure não franzir o tecido para não danificar a trama.


Chegue com esse fio até o ponto onde os alfinetes se encontram. Reserve.
Faça a mesma coisa, agora, na horizontal. ( * farei uma observação no final - essa é a foto 6 ).


Os dois fios se encontram no ponto em que os alfinetes formam 90 graus. Reserve.


Atentem para os fios que foram cortados ( cada um em uma tesoura ).


Puxe o fio que está na tesoura da cegonha ( na sua vertical ). Nesse momento você pode ir franzindo, porém com delicadeza e cuidado.


Até chegar a 10 cm da próxima marca. Note que ao chegar ao ponto dos 10 cm não está mais franzido.


Corte-o.

Então proceda como no início. Puxe-o com cuidado até chegar onde os alfinetes se encontram.


Repita a operação até chegar no terceiro canto e pare. Aí teremos um "pulo do gato". Lembram que no inicio eu desfiei na horizontal e vertical ? * Vejam na foto 6. Pois agora vocês levem o fio que foi cortado na horizontal ( no inicio do trabalho ) para se encontrar com a marcação do terceiro canto. Não se esquecendo de cortá-lo a 10 cm do alfinete.


 Estará fechado o quadrado.


Agora que os primeiros fios foram puxados e formou um quadrado no centro da toalha, fica mais fácil. Eu optei por retirar mais 3 fios. Com o auxilio de um alfinete levante os 3 fios que estão pelo lado interno do quadrado. Corte-os e proceda como fez desde o inicio.


Não esquecendo de cortar os 3 fios aos 10 cm em cada um dos 4 cantos.


Ficarão 4 fios puxados de cada lado.


Agora é só virar a barra como eu ensino no tutorial para a execução do ajour http://cristinacrepaldi.blogspot.com.br/2011/08/ponto-ajour-ou-bainha-ouro.html  deixando esses fios soltos pelo lado de dentro do quadrado. Após virar a bainha, coloque em uma agulha, um a um de cada fio e embuta dentro da bainha. Corte o excesso que ficou.
Boa sorte e bom trabalho.

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

APLICAÇÃO COM A TÉCNICA VIRADA DE AGULHA

VIRADA DE AGULHA



Existem diversas maneiras de fazer a técnica VIRADA DE AGULHA, muito utilizada em aplicações de  patchwork.
A seguir passarei um tutorial bem simples, e por não ser a favor do uso de cola em trabalhos de patchwork, usarei a agulha mais vezes...
Também não usei sobreposição de tecidos para que o tutorial fique menos longo.

NAS FOTOS ABAIXO ATÉ QUE EU INICIE O PONTO INVISÍVEL, TODO O PROCESSO É FEITO COM O TECIDO DO CORAÇÃO, SOLTO NA MÃO. SÓ O COLOQUEI SOBRE O TECIDO DE ESTAMPA PRETA, PARA FACILITAR SUA VISUALIZAÇÃO.

INICIANDO:

Faça o molde que deseja aplicar e coloque sobre o avesso do tecido:


Risque com lápis de ponta fina e recorte deixando uma margem de mais ou menos 0,75 cm:


Faça sobre a linha riscada, pesponto com linha de retrós e de cor que dê destaque:


Dê pequenos piques na volta arredondada do coração, com cuidado para não chegar no pesponto:


Vire o coração pelo direito, empurre para trás o tecido excedente e faça alinhavo na volta toda:


Ficará assim a frente:


Ficará assim o avesso:


Prenda com alfinetes no local que desejar. Inicie o ponto invisível entrando com a agulha pelo avesso do tecido, no bico do coração:


Vá fazendo os pontos introduzindo a agulha no tecido de baixo e saindo na diagonal no tecido de cima, usando como referência o pesponto que fez no risco do coração até concluir:


Corte e retire com cuidado a linha do pesponto e a do alinhavo e aí está:


Mesmo sem ter colocado manta acrílica por dentro, ele já dá um visual de volume.

Boa sorte.


sábado, 8 de fevereiro de 2014

FUXICO DIFERENTE - AMOR-PERFETO

FUXICO DIFERENTE - AMOR-PERFEITO

SE ESCOLHER AS CORES CORRETAS ELES FICARÃO EM FORMATO DE AMORES-PERFEITOS
VEJA EM VIDEO -
https://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=V0_TiEAWvCE


Mais uma sugestão:




Hoje vou passar a vocês um fuxico que "bombou" em minha fan page. Foi usado num PAINELZINHO DE BOAS VINDAS. Já publiquei aqui um tutorial de como confecciono meus fuxicos básicos. Ficam perfeitos e a maneira de fechá-los serve para qualquer outra variação. 

link: http://cristinacrepaldi.blogspot.com.br/2011/07/fuxicos-bem-feitos.html

Primeiro passo é a confeccão do molde. Darei duas medidas, mas através delas você poderá criar no tamanho que lhe for conveniente.

Desenhe numa cartolina ou papel comum, essas medidas para um fuxico maior:


Ou nessas medidas para um fuxico menor:


Recorte o retângulo  que preferir e dobre-o em 4 partes: 


Risque arredondando, pelo lado externo da dobragem, 1/4 da pétala:


Recorte e abra. Terá pronto o molde e para dar um bom acabamento sugiro transferir para o acetato:


Risque agora 5 pétalas no avesso do tecido. Podem ser da mesma estampa, ou aproveite retalhinhos que supostamente não serviriam para nada. Não é necessário deixar margem de costura. Corte em cima da risca.
Usei cada pétala em tecido diferente para facilitar a execução.
Dobre a primeira pétala em dois e marque o meio dela com um alfinete: 


Dobre também a segunda pétala e sobreponha à primeira como vê na figura abaixo.
Como sugestão eu sugiro que você passe uma cola ( de tecido ou cascorez rótulo azul ), camada bem fininha, na parte interna das pétalas quando for dobrá-las ao meio. Elas facilitarão enquanto estiver sobrepondo uma a uma:


Continue sobrepondo até chegar na quinta pétala:


Para fechar note que a PRIMEIRA pétala ficará SOBRE a ÚLTIMA:


Inicie o pesponto com linha resistente. Sugiro linha de carretel, número 30 ou 40.
Nesse momento faça o pesponto como mostro no post de FUXICOS PERFEITOS e atenção especial para ver se os pontos estão pegando o tecido de baixo. Às vezes eles escapam.


Franza:


Passe uma volta toda com a linha nas preguinhas que formaram:


Este lado em que você trabalhou o pesponto será o direito do fuxico.
Enfie o fio por dentro, para pregar o fuxico onde for conveniente.


Se quiser um acabamento diferente, coloque um botão meia bola. Este pode ser forrado em tecido também:


Dê asas à sua imaginação e confeccione fuxicos com diferentes cores. Se prestar bem atenção no formato dele, é possível fazer amores-perfeitos. Fica a dica.
Boa sorte e bom trabalho.
Sempre com meu carinho.